Ah se eu pudesse permanecer para sempre no abraço que me traz paz… Sentir o carinho das mãos que um dia foram pregadas numa cruz por mim.
(Quem sou eu para merecer tamanho amor?!)
Ouvir a voz que um dia apaziguou uma tempestade dizendo ao vento que agita o meu coração para se aquietar.
Ah se eu pudesse ter um vislumbre da sua beleza… Ver o olhar que paralisava multidões e me perder na imensidão do Seu amor.
Mas quem sou eu?
Tudo o que sou se resume a nada quando penso em Ti. Minhas certezas se dissipam quando entendo que nada sei. Como alguém tão grande pode amar um grãozinho de areia como eu?
As lágrimas rolam ao constatar que o Senhor faz questão de permanecer para sempre juntinho de mim, ao ponto de se fazer homem e dar a sua vida pra nunca me perder.
Você insiste em me chamar de filha quando todas as minhas ações me afastam de Ti.
Você insiste em me amar mesmo quando o meu coração se tranca.
Você insiste em estar perto mesmo quando eu me distancio.
Você insiste me recitar os mais belos versos de amor quando tudo o que escuto são as vozes ao meu redor e não a Sua.
Você insiste em plantar sementes no meu coração mesmo sabendo que eu me abandono num deserto árido.
Mas quem sou eu?
Eu não sou nada… Mas Você insiste em dizer que sou tudo o que Você quer.
Não sou ninguém… Mas Você insiste em dizer que sou a menina dos Teus olhos.
Não mereço nada… Mas Você insiste em dizer que quer passar a eternidade ao meu lado.
Ah se eu sou soubesse…
Que tudo o que preciso pra me encontrar contigo é seguir Seus passos. É parar de olhar para os rastros que deixei e olhar para as marcas que Você deixou. É rasgar o meu mapa e olhar para a bússola que Você escreveu. É me relacionar com Você pelo trajeto e buscar a Ti como um sedento busca por água.
Ah se eu soubesse de uma vez por todas que não se trata de quem eu sou, mas de quem Tu és. Que não se trata do que eu faço, mas do que Você já fez.
Que não é mérito, é amor…
Talvez assim eu pudesse enxergar mais a Ti e menos a mim.

Compartilhar: